CARPE DIEM

Em breve, ai! em Breve empalidecerás,

Deixarás este mundo protegido

E serás esquecido.



Por isso não deves te preocupar;

Sempre é Hoje, nunca é Amanhã;

Tempo é Aparência.



Não sonhes muito longe.

Podes dar lugar à Felicidade próxima.

Só o que conquistas é teu!



Hans Kelsen

"A mensagem do poema, trata-se de um poema existencialista, que fala da brevidade da vida e da busca da felicidade hoje, sem preocupações com o futuro e que só é nosso o que conquistamos. Por isso o título “aproveite o dia”, escrito em latim “carpe diem”.

Na primeira estrofe, Kelsen-poeta fala da morte enexorável, da brevidade da vida, do empalidecimento mortal, do ato de deixar o mundo protegido e de ser esquecido. Na segunda estrofe, faz uma advertência ao leitor, afirmando que, tendo em vista a morte certa, não deve se preocupar com o amanhã, pois o sempre é o “hoje”, o agora, e que o tempo é uma mera aparência. Na terceira estrofe, Kelsen faz uma sugestão, daí decorrente, em que incita o leitor a não sonhar muito longe, pois a felicidade está sempre próxima, e só é da pessoa o que ela conquistou. O último verso é a “chave de ouro”: “Só o que conquistas é teu!”. As palavras Breve, Sempre, Hoje, Amanhã, Tempo, Aparência, e Felicidade têm grafadas a primeira letra em maiúscula."


0 Response to "CARPE DIEM"

Postar um comentário

gg
Loading...